Home
sábado, 22  de setembro de 2007|  Adicionar aos Favoritos  |   Indique a um Amigo        
Foto
AjudeSou ContraCuriosidadesContate-nos
   Quem Somos
   Parceiros
   Reuniões e Eventos
   Contate-nos
Ajude
   Adote um Animal
   Abaixo-Assinados
   Castração
   Denuncie
   Doações para o Abrigo
   Posse Responsável
   Procura Animal Perdido
   Seja Voluntário
Sou Contra
   Animais em Circo
   Atrocidades
   Carroças Tração Animal
   Leishmaniose
   Pesquisas com Animais
   Rodeios
   Rotulagem Animal
   Touradas
Curiosidades
   Dicas e Orientações
   Divertidos
   Emocionantes
   Punições
   Sites/Links
 

 Forum >> Pesquisas com Animais >> Para a Homeopática, experimentos deveriam ser feitos em Humanos.
Para a Homeopática, experimentos deveriam ser feitos em Humanos.Responder sobre Para a Homeopática, experimentos deveriam ser feitos em Humanos.
Administrador AB
19/4/2007
Para a medicina homeopática, experimentos deveriam ser feitos em humanos, não em animais.

Domingo, 1/4/2007 , 04h39
Ciência e Vida - Brasil
http://www.grandefm .com.br/news/ news.asp? NewsID=175451
Confira a seguir um trecho selecionados do livro "Homeopatia - Medicina Sob
Medida", escrito pelo médico Paulo Rosenbaum e editado pela Publifolha:

Os sete tópicos

O modelo médico estabelecido pelo alemão Samuel Hahnemann, médico criador do método de tratamento homeopático no fim do século 18, propõe os seguintes
enfoques:

1º. A medicina deveria retomar um recurso já enunciado pela medicina hipocrática e praticamente abandonado: a aplicação da similitude. Ou seja, não se basear na aplicação de medicamentos contra os sintomas (contrariis contraris - a terapia dos contrários), muito comuns desde a tradição galênica (que durante um bom tempo também usou a lógica dos semelhantes), mas usá-los a partir de uma analogia com o que estes medicamentos provocavam em pessoas sãs: do latim similia similibus curentur = semelhantes curam semelhantes.

2º. A medicina é um conhecimento experimental. Para serem reconhecidos, os experimentos deveriam ser metódicos, e não acidentais baseados em observações isoladas. Eles deveriam ser induzidos e realizados com humanos, e não com animais. Uma das razões mais evidentes para isso é que só as pessoas podem descrever sintomas e sensações.

3º. A enfermidade não se limita a um só ponto. Por mais indícios de que seja apenas localizada, quando bem investigada revela-se complexa e contextual, enraizada a outros sintomas que podem ser antigos ou recentes. Ou seja, ela é sempre sistêmica. Para desmontá-la é necessário, portanto, desvendar o mapa completo do organismo afetado, assim como as circunstâncias sociais e ambientais.

4º. Por analogia, pressupõe-se que os medicamentos também tendem a agir de forma sistêmica. Uma prova disso é a lista de efeitos não esperados que muitos deles apresentam - os chamados efeitos colaterais.

5º Cada pessoa apresenta sensibilidades e vulnerabilidades distintas. Por esta razão, nunca se saberá quantas doenças realmente existem no mundo, pois serão tão numerosas como a sua população.

6º. Para conhecer a enfermidade sistêmica e a ação global dos medicamentos é preciso prestar particular atenção à vitalidade da pessoa, ao estado geral do seu organismo. Isso envolve a análise permanente da relação medicamento- corpo-mente- meio.

7º. A homeopatia foi se transformando num conjunto de conhecimentos e práticas com consistência histórica e teórica.

RodapéRodapé
|   Home   |   Ajude   |   Sou contra    |   Curiosidades   |   Contate-nos   |   Login   |   FÓRUM   |   Perguntas Freqüentes   |