Home
sexta-feira, 05  de outubro de 2007|  Adicionar aos Favoritos  |   Indique a um Amigo        
Foto
AjudeSou ContraCuriosidadesContate-nos
   Quem Somos
   Parceiros
   Reuniões e Eventos
   Contate-nos
Ajude
   Adote um Animal
   Abaixo-Assinados
   Castração
   Denuncie
   Doações para o Abrigo
   Posse Responsável
   Procura Animal Perdido
   Seja Voluntário
Sou Contra
   Animais em Circo
   Atrocidades
   Carroças Tração Animal
   Leishmaniose
   Pesquisas com Animais
   Rodeios
   Rotulagem Animal
   Touradas
Curiosidades
   Dicas e Orientações
   Divertidos
   Emocionantes
   Punições
   Sites/Links
 

 Forum >> Punições >> Justiça multa estudante por agredir gata em SP
Justiça multa estudante por agredir gata em SPResponder sobre Justiça multa estudante por agredir gata em SP
Administrador AB
5/10/2007

Terça, 2 de outubro de 2007, 22h46

Justiça multa estudante por agredir gata em SP

A Justiça de Taubaté (SP) determinou, nesta terça-feira, ao estudante de Direito Gilierme Lobato Ribas de Abreu, 26 anos, o pagamento de R$ 200 em fraldas geriátricas para a Casa São Francisco do Idoso como multa por maus tratos cometidos contra a gata Chiquinha, em novembro do ano passado.

» vc repórter: mande fotos e relatos

Abreu teria arremessado a gata contra a parede na manhã do dia 2 de novembro de 2006 quando chegava a sua casa, na rua Emília, no bairro da Gurilândia.

A decisão foi tomada pelo juiz Eduardo Isamu Sugino em audiência realizada no dia 24 de setembro deste ano, 11 meses após a ocorrência. O estudante deverá pagar o valor em duas parcelas.

Os proprietários do animal buscaram, na época, apoio da Sociedade Protetora dos Animais de Taubaté (Spat) e elaboraram um Boletim de Ocorrência de maus tratos.

"Ela (Chiquinha) ficava do lado de fora da casa dele (Abreu) e não entrava porque tem dois pitbulls lá dentro. Hoje ela está aleijada, anda mancando", disse o vendedor Waldir Augusto Nascimento, 37 anos, proprietário da gata.

Segundo Nascimento, a gata está com ele há três anos, desde que foi abandonada pela dona anterior.


Indenização

A assessoria jurídica da Spat considera o valor da multa muito baixo e vai pedir à Justiça o ressarcimento das despesas dos proprietários com clínicas veterinárias, no valor de cerca de R$ 1.500.

"A radiografias mostram que o animal teve duas patas quebradas e teve que colocar pinos. Os proprietários continuam indignados com essa decisão e vamos pedir o ressarcimento das despesas médicas", disse a assessora jurídica da Spat, Andréia Alves dos Santos.

Segundo Andréia, Chiquinha estaria na frente da casa do estudante porque foi ali onde ela morou até ser abandonada pela dona anterior. A casa foi alugada posteriormente pela família de Abreu.

"Ele pegou o gato, rodou e o lançou contra a parede. Sorte que um casal estava passando pela rua e evitou que o rapaz pisasse em cima do animal", disse Andréia.

A assessora da ONG disse que não entende o motivo da demora de 11 meses para a definição do caso. "No dia 26 de fevereiro de 2007, o promotor pediu a folha de antecedentes do acusado. O ofício foi reiterado em maio e o documento só chegou no dia 6 de julho".

O estudante de Direito foi procurado mas não quis comentar o assunto.


RodapéRodapé
|   Home   |   Ajude   |   Sou contra    |   Curiosidades   |   Contate-nos   |   Login   |   FÓRUM   |   Perguntas Freqüentes   |