Home
quarta-feira, 14  de novembro de 2007|  Adicionar aos Favoritos  |   Indique a um Amigo        
Foto
AjudeSou ContraCuriosidadesContate-nos
   Quem Somos
   Parceiros
   Reuniões e Eventos
   Contate-nos
Ajude
   Adote um Animal
   Abaixo-Assinados
   Castração
   Denuncie
   Doações para o Abrigo
   Posse Responsável
   Procura Animal Perdido
   Seja Voluntário
Sou Contra
   Animais em Circo
   Atrocidades
   Carroças Tração Animal
   Leishmaniose
   Pesquisas com Animais
   Rodeios
   Rotulagem Animal
   Touradas
Curiosidades
   Dicas e Orientações
   Divertidos
   Emocionantes
   Punições
   Sites/Links
 

 Forum >> Atrocidades >> Animais são espancados em disputa violenta no interior do RS
Animais são espancados em disputa violenta no interior do RSResponder sobre Animais são espancados em disputa violenta no interior do RS
Administrador AB
14/11/2007

14/11/2007 - 00h15 - Atualizado em 14/11/2007 - 00h59

Animais são espancados em disputa violenta no interior do RS

Prática acontece em fazenda da família do prefeito de Vale Verde.
Lanças com pregos nas pontas são usadas para bater em touros.
Do G1, em São Paulo, com informações do Jornal da Globo entre em contato
ALTERA O
TAMANHO DA LETRA

 

O espancamento de animais faz parte de um brutal jogo de apostas que atrai dezenas de pessoas no município de Vale Verde, interior do Rio Grande do Sul.

 

O acesso à fazenda onde acontece a prática é congestionado. É lá que existe a corrida de bois de carga, uma disputa que mede a força entre touros.

 

Veja o site do Jornal da Globo


Os animais são presos à canga, uma estrutura de madeira usada para amarrar os touros que puxam os carros de boi. Vence aquele que derrubar o outro e se manter em pé por 45 segundos. Quando a prova termina, o povo comemora.

Para garantir a diversão do público, os peões batem nos animais. A pauladas, homens tentam reanimar touros que já estão caídos com lanças que têm pregos nas pontas. Pessoas que assistem ao espetáculo de horror dizem que o espancamento já foi até mais cruel.

Feridos e sangrando, os animais não resistem e perdem a disputa. Enquanto isso, os jogadores recebem o dinheiro que apostaram no touro vencedor. Toda a movimentação acontece na propriedade da família do prefeito de Vale Verde, Emir Rosa da Silva, que confirma a participação na corrida dos bois de canga.

“Eu vou quando dá tempo e quando a gente tem disponibilidade de horário. Não tem nada de agenda. A gente vai lá assistir... Nessas medidas de força, eu não notei, assim, que houve maus tratos aos animais”, afirmou o prefeito.

A promotora de justiça, Andrea Almeida Barros, assistiu às imagens das agressões e disse que vai apurar a prática de jogos de azar e a participação do prefeito nas disputas. Os envolvidos devem responder por crime ambiental.

“A própria aposta já é contravenção penal. Pode ser considerado jogo de azar. Os maus tratos estão visíveis e, aí, o crime ambiental está bem confirmado, bem configurado com essas imagens”, disse a promotora.


RodapéRodapé
|   Home   |   Ajude   |   Sou contra    |   Curiosidades   |   Contate-nos   |   Login   |   FÓRUM   |   Perguntas Freqüentes   |