Home
sábado, 16  de agosto de 2008|  Adicionar aos Favoritos  |   Indique a um Amigo        
Foto
AjudeSou ContraCuriosidadesContate-nos
   Quem Somos
   Parceiros
   Reuniões e Eventos
   Contate-nos
Ajude
   Adote um Animal
   Abaixo-Assinados
   Castração
   Denuncie
   Doações para o Abrigo
   Posse Responsável
   Procura Animal Perdido
   Seja Voluntário
Sou Contra
   Animais em Circo
   Atrocidades
   Carroças Tração Animal
   Leishmaniose
   Pesquisas com Animais
   Rodeios
   Rotulagem Animal
   Touradas
Curiosidades
   Dicas e Orientações
   Divertidos
   Emocionantes
   Punições
   Sites/Links
 

 Forum >> Animais em Circo >> Animais em circos x Beto Carrero
Animais em circos x Beto CarreroResponder sobre Animais em circos x Beto Carrero
Administrador AB
16/8/2008

Cidades
Girafinhas sensibilizam Viracopos

Funcionários do aeroporto se surpreendem com chegada de animais em vôo cargueiro vindo de Pretória, na África do Sul

Daniela do Canto
DA AGÊNCIA ANHANGÜERA
dcanto@rac.com.br

Três filhotes de girafa de 1 ano de idade passaram cerca de oito horas no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, na última terça-feira. Vindas da cidade de Pretória, na África do Sul, elas viajaram aproximadamente dez horas de avião e, ao saírem do aeroporto, enfrentaram uma jornada de pelo menos mais 12 horas de caminhão, até chegarem ao zoológico do parque Beto Carrero World, em Santa Catarina. A permanência das girafas em Viracopos chamou a atenção de funcionários, que sensibilizados pelo fato de receberem uma carga tão diferente, enviaram ao Correio fotos dos filhotes, tiradas enquanto os animais aguardavam a sua liberação em um contêiner no terminal de carga viva do aeroporto.

No Beto Carrero World, os três filhotes farão companhia a uma girafa que vivia sozinha no local. De acordo com a assessoria de imprensa do parque, as girafas chegaram a Santa Catarina na quarta-feira e estão em um período de adaptação antes de serem expostas ao visitantes do zoológico. Essa quarentena não tem tempo definido de duração. Os filhotes nasceram em uma fazenda de reprodução de girafas em Pretória. O escritório do Ministério da Agricultura do Aeroporto de Viracopos — responsável pela fiscalização de cargas de animais vivos — informou que não houve nenhuma irregularidade em todo o processo de transporte dos animais.

De acordo com o biólogo Murilo do Canto, a viagem pode “estressar um pouco os animais”, mas é necessária em casos como este. “A girafa é um animal nativo da África, então, se não houvesse esse procedimento, não teríamos girafas em zoológicos daqui”, disse. “Normalmente, nesse tipo de viagem, é dado tranqüilizante ao animal, para que ele não se debata e não se machuque”, explicou. Ainda conforme o biólogo, as viagens são comuns na rotina de animais de zoológicos, já que sempre há trocas ou doações de animais entre os diferentes estabelecimentos.

Em casos como este, de transporte de animais vivos, conforme a assessoria de imprensa da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), a responsabilidade sobre a carga é do seu dono e da companhia aérea que faz o serviço. O aeroporto apenas disponibiliza o seu terminal de carga viva para que os animais aguardem a sua liberação.

O terminal de carga viva do Aeroporto de Viracopos é composto por quatro baias fechadas para animais de pequeno porte e outras quatro baias, também fechadas, destinadas a cargas de médio e grande porte; além de seis piquetes (áreas externas destinadas a um grande número de animais).

Segundo a assessoria de imprensa da Infraero, não há um levantamento de quantos animais o terminal campineiro costuma receber, mas boa parte dos cavalos que participaram das provas de hipismo dos Jogos Pan-Americanos no Rio de Janeiro, no ano passado — entre 60 e 70 animais — chegaram ao Brasil pelo Aeroporto de Viracopos.

A espécie

As girafas que foram levadas para o Beto Carrero World, da espécie Giraffa camelopardalis camelopardalis, nascem com até 70kg e dois metros de altura. O filhote, ao nascer, cai de uma altura de dois metros. Adultas, elas alcançam até 5,3 metros 1,3 tonelada.

Elas têm manchas marrons de quatro lados com um branco apagado de fundo. Não existem manchas em suas pernas. Apresentam um desenho colorido próximo ao da girafa-reticulada, mas as manchas são separadas por linhas brancas mais largas, parecidas com a girafa-da-uganda. Também é chamada de Giraffa camelopardalis typica ou girafa-malhada.


 Re: Animais em circos x Beto CarreroResponder sobre Animais em circos x Beto Carrero
Administrador AB
16/8/2008

From: Ecosul BEA

Isto só se resolve com a proibição da importação de animais no Brasil. Mesmo que atestem que são gerados em cativeiro, quem garante que não foram capturados no habitat? E quem sabe exatamente o destino deles aqui no Brasil? Procriação e venda para circos, zôos?
Sabe-se lá.
 
Halem Guerra Nery
Instituto Ambiental Ecosul
Florianópolis/SC
RodapéRodapé
|   Home   |   Ajude   |   Sou contra    |   Curiosidades   |   Contate-nos   |   Login   |   FÓRUM   |   Perguntas Freqüentes   |