Home
sexta-feira, 26  de setembro de 2008|  Adicionar aos Favoritos  |   Indique a um Amigo        
Foto
AjudeSou ContraCuriosidadesContate-nos
   Quem Somos
   Parceiros
   Reuniões e Eventos
   Contate-nos
Ajude
   Adote um Animal
   Abaixo-Assinados
   Castração
   Denuncie
   Doações para o Abrigo
   Posse Responsável
   Procura Animal Perdido
   Seja Voluntário
Sou Contra
   Animais em Circo
   Atrocidades
   Carroças Tração Animal
   Leishmaniose
   Pesquisas com Animais
   Rodeios
   Rotulagem Animal
   Touradas
Curiosidades
   Dicas e Orientações
   Divertidos
   Emocionantes
   Punições
   Sites/Links
 

 Forum >> Punições >> RAPAZ É MULTADO POR AGREDIR CÃO.
RAPAZ É MULTADO POR AGREDIR CÃO.Responder sobre RAPAZ É MULTADO POR AGREDIR CÃO.
Administrador AB
26/9/2008

Segundo vizinhos, dono tinha o hábito de bater no cão até ser denunciado ao Ibama.
O poodle preto de quatro meses será adotado por outra família de Brasília.


Um rapaz de Brasília foi multado em R$ 2 mil por ter espancado o próprio cachorro. Segundo testemunhas as agressões eram recorrentes, mas na última quinta-feira (5) o jovem de 18 anos teria exagerado ao chutar o cão e jogá-lo contra a parede, quebrando sua pata. Irritados, os vizinhos ligaram para o Ibama e ameaçaram bater no jovem. O agressor tem 20 dias corridos para recorrer da decisão ou pagar a multa.

Quem levou Bob - um poodle preto de quatro meses – ao veterinário foi a namorada do agressor, já que ele tinha fugido com medo da ira dos vizinhos. “Quando chegamos à clínica onde o cachorro estava, avisamos à moça que iríamos autuá-la pela co-autoria do crime caso ele não aparecesse, só aí ela ligou para ele”, conta o analista ambiental e coordenador da divisão de fiscalização de fauna do Ibama, Antônio Paulo de Paiva. 
O jovem apresentou-se ao Ibama na tarde de sexta-feira (6) e foi autuado por maus-tratos, de acordo com o artigo 32 da lei de crimes ambientais. O rapaz pegou a punição administrativa máxima para esse caso: multa de R$ 500 a R$ 2 mil. O Ibama ainda irá encaminhar um relatório sobre o ocorrido ao Ministério Público Federal (MPF) para que seja aberto um processo criminal. A pena é de três meses a um ano de detenção. “Infelizmente, a lei é muito branda e ele deve, no máximo, pagar umas cestas básicas”, lamenta o analista.

                                                        Adoção
Ao comparecer ao Ibama, o jovem garantiu que apenas havia pisado no cão sem querer, quando corria atrás dele. Mas, segundo Paiva, as lesões de Bob não eram compatíveis com um simples pisão. “
Esse fator aliado à quantidade de pessoas dispostas a depor contra o rapaz são suficientes para incriminá-lo”, assegura.

Desde que foi autuado, o jovem não apareceu no apartamento onde mora e está proibido de ver Bob. O cachorro deve receber alta ainda nesta segunda-feira (9) e sairá da clínica veterinária com uma nova família. Muitas pessoas pediram ao Ibama para adotar o poodle. “Analisamos o perfil dos interessados e encontramos uma família que tinha acabado de perder um cãozinho muito parecido com o Bob e tinha um histórico que nos transmitiu confiança”, explica o analista.

De acordo com Paiva, as denúncias sobre maus-tratos a animais correspondem à metade das ligações feitas à Linha Verde do Ibama. Somente no Distrito Federal, pelo menos cinco pessoas denunciam esse tipo de agressão por dia. “Esse número nem representa a realidade, pois muita gente nem chega a denunciar”, comenta.

O telefone da Linha Verde é 0800-61-8080. A ligação é gratuita de qualquer lugar do Brasil.

 Fonte: Portal G1

RodapéRodapé
|   Home   |   Ajude   |   Sou contra    |   Curiosidades   |   Contate-nos   |   Login   |   FÓRUM   |   Perguntas Freqüentes   |