Home
sexta-feira, 17  de outubro de 2008|  Adicionar aos Favoritos  |   Indique a um Amigo        
Foto
AjudeSou ContraCuriosidadesContate-nos
   Quem Somos
   Parceiros
   Reuniões e Eventos
   Contate-nos
Ajude
   Adote um Animal
   Abaixo-Assinados
   Castração
   Denuncie
   Doações para o Abrigo
   Posse Responsável
   Procura Animal Perdido
   Seja Voluntário
Sou Contra
   Animais em Circo
   Atrocidades
   Carroças Tração Animal
   Leishmaniose
   Pesquisas com Animais
   Rodeios
   Rotulagem Animal
   Touradas
Curiosidades
   Dicas e Orientações
   Divertidos
   Emocionantes
   Punições
   Sites/Links
 

 Forum >> Atrocidades >> Sacrifício de Cães repercute Mundialmente
Sacrifício de Cães repercute MundialmenteResponder sobre Sacrifício de Cães repercute Mundialmente
Administrador AB
17/10/2008

Clique para Ampliar

Fac-símile do caderno Regional que trouxe a denúncia do sacrifício de cães em câmara de gás feito no Centro de Controle de Zoonose do Crato

Clique para Ampliar

Página principal da Oipa, com sede na Itália, repercutiu matéria do Diário do Nordeste

A Organização Internacional de Proteção aos Animais condena uso de câmara de gás para sacrifício de cães

Fortaleza. A matéria intitulada “Cães são sacrificados em câmara de gás”, publicada pelo Diário do Nordeste no último dia 12 de setembro, está gerando repercussão internacional. A Organizzazioni Iternazionale per la Protezioni degli Animali — Organização Internacional de Proteção dos Animais (Oipa), ONG de defesa animal sediada em Milão, na Itália, publicou carta de protesto na internet contra o modo como era feita a eutanásia dos cães no Centro de Zoonoses do Crato, na região do Cariri. Defensores de animais são convocados a assinar o abaixo-assinado eletrônico. Nos últimos dois dias, mais de mil e-mails chegaram à redação do Diário do Nordeste.

O abaixo-assinado está disponível nas versões italiana e internacional — em inglês — das páginas da Oipa na internet. A quantidade real de protestos pode ser ainda maior, visto que, por exemplo, apenas uma mensagem era assinada por 17 moradores de Milão. Os manifestantes só precisam incluir dados pessoais e enviá-lo. Boa parte deles mora nas diversas regiões da Itália, mas também foram registrados e-mails de países como Espanha, Inglaterra, França e Suíça.

O protesto tem como destinatários o Ministério Público do Estado do Ceará, a Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Ceará, o Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV), o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV) e a Prefeitura do Crato, além do Diário do Nordeste. O texto repudia o método da câmara de gás carbônico para o sacrifício dos cães e pede que os centros de controle de zoonoses sejam impedidos de promover a morte de animais sãos.

Terceiro apelo

A Oipa tomou conhecimento do caso por meio da protetora voluntária dos animais Sabine Sanara Fontana, de Santa Catarina. Ela é amiga pessoal do presidente da ONG italiana, Massimo Comparotto, para quem comunicou o fato após manter contato com a presidente da União Internacional de Proteção aos Animais no Ceará (Uipa), Geuza Leitão. Conforme Fontana, este é o terceiro apelo publicado pela Oipa decorrente de maus-tratos a animais no Brasil. Os dois casos anteriores foram registrados nos Estados de Goiás e Santa Catarina.

Por e-mail, Comparotto classificou o sacrifício dos cães na câmara de gás como “método horrível”. Ele explicou que a entidade tem milhares de simpatizantes por todo o mundo sempre dispostos a reforçar os apelos feitos na página da Oipa na internet. “É importante que as pessoas entendam que os animais não são objetos, mas seres vivos que merecem apenas amor e respeito, e que é possível adotá-los nos canis onde deveriam viver e não serem assassinados em câmaras de gás como aconteceu na História ainda muito recente para ser esquecida”, escreveu.

Para a presidente da Uipa, Geuza Leitão, a forma de sacrificar os cães no Crato era “tão horrível que escandalizou o mundo inteiro”. Ela ressaltou que os protetores dos animais têm a imprensa como aliada de peso na causa. A representante da Uipa disse ter mantido contato com o Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV), que está acompanhando o caso.

Já o diretor-técnico do CCZ do Crato, José Heldon Menezes Linhares, informa que, atualmente, os cães são eutanasiados com injeção de cloreto de potássio, antecedida por anestesia geral. “Os animais morrem sem dor”, garantiu.

O veterinário reiterou que os animais eram anestesiados antes de serem submetidos à câmara de gás e criticou a comparação do método com a câmara de gás usada pelos nazistas no passado. Linhares explica que o procedimento só continuava sendo adotado no CCZ porque era autorizado, até o último mês de fevereiro, na Resolução 714 do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV). Ele cita que, naquela data, uma nova redação foi dada à norma, que continuou com a mesma numeração. O veterinário considera que faltou mais divulgação da nova norma pelo CFMV e pelo Conselho Regional de Medicina Veterinária (CRMV).

FIQUE POR DENTRO

Entidade de defesa dos animais é filiada à ONU

A Oipa, fundada em 1981, é uma ONG filiada ao Departamento de Informação Pública da Organização das Nações Unidas (ONU). Conta com 170 associações em todo o mundo e tem como objetivo, essencialmente, combater a exploração animal, maus-tratos, crueldades etc. A seguir, trecho do manifesto publicado na página da entidade: ´Gostaria de expressar minha grande contrariedade quanto ao terrível fato que está acontecendo na cidade de Crato, cujos cães capturados pelo CCZ da cidade são mortos utilizando-se câmara de gás (...). Os animais têm o direito de viver e não sofrer e deveriam ser sacrificados apenas quando gravemente doentes e incuráveis e, ainda assim, com métodos humanitários que prevêem uma eutanásia indolor´.

ÍCARO JOATHAN
Repórter


Mais informações:
Organização Internacional de Proteção dos Animais (Oipa)
www.oipa.org (inglês)
www.oipaitalia.com (italiano)
e-mail: info@oipa.org


RodapéRodapé
|   Home   |   Ajude   |   Sou contra    |   Curiosidades   |   Contate-nos   |   Login   |   FÓRUM   |   Perguntas Freqüentes   |