Home
sábado, 25  de outubro de 2008|  Adicionar aos Favoritos  |   Indique a um Amigo        
Foto
AjudeSou ContraCuriosidadesContate-nos
   Quem Somos
   Parceiros
   Reuniões e Eventos
   Contate-nos
Ajude
   Adote um Animal
   Abaixo-Assinados
   Castração
   Denuncie
   Doações para o Abrigo
   Posse Responsável
   Procura Animal Perdido
   Seja Voluntário
Sou Contra
   Animais em Circo
   Atrocidades
   Carroças Tração Animal
   Leishmaniose
   Pesquisas com Animais
   Rodeios
   Rotulagem Animal
   Touradas
Curiosidades
   Dicas e Orientações
   Divertidos
   Emocionantes
   Punições
   Sites/Links
 

 Forum >> Animais em Circo >> Circos e entidades disputam animais em Brasília
Circos e entidades disputam animais em BrasíliaResponder sobre Circos e entidades disputam animais em Brasília
Administrador AB
25/10/2008

VERÔNICA COUTO
colaboração para a Folha de S.Paulo

Circos e organizações não-governamentais vão se enfrentar em Brasília, em 4 de novembro, durante audiência pública no Congresso sobre a Lei do Circo, que proíbe animais em espetáculos. No cerne da disputa está a guarda de leões e outras espécies exóticas.

Caso a lei seja aprovada, o Ibama estima que serão abandonados, pelos circos, 140 felinos, para os quais não há abrigo. Por isso, o instituto está cadastrando entidades interessadas em atuarem como "centros mantenedores de fauna exótica" e defende a inclusão no projeto de um auxílio a elas.

Moacyr Lopes Jr./Folha Imagem
Ursa Fofa, no sítio Toca dos Anjos, mantido por uma organização não-governamental em Vargem Grande Paulista (Grande SP)
Ursa Fofa, no sítio Toca dos Anjos, mantido por uma organização não-governamental em Vargem Grande Paulista (Grande SP)

"Precisamos de mais mantenedores e de um incentivo à sua criação, que poderia estar na própria Lei do Circo; se não, vai ser o caos", diz o coordenador de fauna do Ibama, João Pessoa Moreira.

Segundo ele, seriam necessárias 20 novas unidades, pois a capacidade de zoológicos e centros mantenedores, únicos autorizados a receber esses animais, "está esgotada".

Santuários

O projeto de lei 7291/06 dá três anos para os circos se adaptarem à proibição. Hoje, são dez mantenedores de animais exóticos, entre eles os afiliados ao projeto GAP (Proteção aos Grandes Primatas) e à Aserg (Associação Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos), de São Paulo, que, segundo Moreira, não usam recursos públicos.

Essas entidades, bem como a WSPA (Sociedade Mundial de Proteção Animal), apóiam o projeto e acusam os circos de crueldade com os bichos. Os donos de circo afirmam, por sua vez, que as ONGs querem ficar com os animais para compor seus próprios santuários.

O presidente da UBCI (União Brasileira de Circos Itinerantes), Wlademir Spernega, do grupo Beto Carrero, calcula que haja 800 circos no país com animais --40 com não-nativos.

"As ONGs querem colocá-los em zoológicos particulares", diz. "Um elefante custa R$ 200 mil. O circo vai doar seu patrimônio?"

Maus-tratos

Moacyr Lopes Jr./Folha Imagem
Leão Zeus também fica no sítio Toca dos Anjos, em Vargem Grande Paulista, que recebe animais de circos para recuperação
Leão Zeus também fica no sítio Toca dos Anjos, em Vargem Grande Paulista, que recebe animais de circos para recuperação

Para a presidente do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, Sônia Fonseca, "não há animal em circo sem crueldade". Ela diz que o adestramento inclui queimaduras para condicionar movimentos. Augusto Stevanovich, da sétima geração do Le Cirque, que teve animais apreendidos em agosto, garante que não é assim. "Se pisar em uma chapa quente, o urso come você." Ele explica que o treinamento só envolve repetições.

Em dois anos, o Ibama fez duas apreensões por maus-tratos em circos: 24 animais do Le Cirque (que aguardam decisão do STJ), em agosto, e sete do Circo Transcontinental, em 2006. E há 98 leões abandonados sob sua guarda.

A UBCI convocou seus 35 associados ao ato de Brasília, para o qual pretende levar elefantes. Já o GAP vai armar um circo sem animais, com espetáculos gratuitos, como parte da campanha "Circo sem animal é mais legal".

Animais em circo estão proibidos em cinco Estados -Rio, São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraíba e Pernambuco- e em 50 municípios (inclusive São Paulo). O projeto está na Comissão de Educação e Cultura da Câmara. Depois, vai para a Comissão de Constituição e Justiça e volta ao Senado.


RodapéRodapé
|   Home   |   Ajude   |   Sou contra    |   Curiosidades   |   Contate-nos   |   Login   |   FÓRUM   |   Perguntas Freqüentes   |