Home
quarta-feira, 20  de outubro de 2010|  Adicionar aos Favoritos  |   Indique a um Amigo        
Foto
AjudeSou ContraCuriosidadesContate-nos
   Quem Somos
   Parceiros
   Reuniões e Eventos
   Contate-nos
Ajude
   Adote um Animal
   Abaixo-Assinados
   Castração
   Denuncie
   Doações para o Abrigo
   Posse Responsável
   Procura Animal Perdido
   Seja Voluntário
Sou Contra
   Animais em Circo
   Atrocidades
   Carroças Tração Animal
   Leishmaniose
   Pesquisas com Animais
   Rodeios
   Rotulagem Animal
   Touradas
Curiosidades
   Dicas e Orientações
   Divertidos
   Emocionantes
   Punições
   Sites/Links
 

 Forum >> Leishmaniose >> SP implantará MICROCHIPS contra LEISHMANIOSE
SP implantará MICROCHIPS contra LEISHMANIOSEResponder sobre SP implantará MICROCHIPS contra LEISHMANIOSE
Administrador AB
20/10/2010

Publicado em 19/10/2010 às 16h53

http://entretenimento.r7.com/bichos/noticias/sao-paulo-implantara-microchips-em-caes-para-controlar-leishmaniose-20101019.html

São Paulo implantará microchips
para controlar leishmaniose

Saiba mais sobre o projeto estadual e a doença, que pode ser transmitida a humanos

Getty ImagesGetty Images

Cachorros que sofrem de leishmaniose podem ficar até dois anos sem apresentar quaisquer sintomas


A Secretaria da Saúde paulista resolveu recorrer à tecnologia para combater a contaminação de cães - e, consequentemente, a transmissão para humanos - por leishmaniose.

A partir desta terça-feira (19), animais que vivem em dez cidades da região de Marília (interior de São Paulo) serão alvo do programa-piloto Legal para Cachorro, criado a partir da proposta de monitorar, pelos próximos dois anos, a população canina e os casos da doença. A participação é gratuita.

Cerca de 20 mil cães participarão do programa. Cada um receberá um implante com microchip, que armazenará informações como o endereço de seu proprietário e os resultados dos exames laboratoriais de sangue realizados ao longo da pesquisa. A meta é identificar casos especificamente de leishmaniose visceral americana. Segundo a secretaria, nos anos de 2008 e 2009 foram registrados 96 casos desta doença e também oito mortes entre humanos, na região.

O protozoário Leishmania chagasi, causador da doença, é transmitido aos seres humanos por meio da picada de um mosquito que também pode infectar cães. Nas pessoas, os principais sintomas são alterações no fígado, nos rins, no baço e na medula óssea. O cachorro infectado pode ficar de seis meses a dois anos sem apresentar nenhum sintoma da doença. Por isso a prevenção nos animais é tão importante (leia mais).
 
Saiba mais sobre doenças caninas

As cidades participantes são Adamantina, Flórida Paulista, Inúbia Paulista, Lucélia, Mariápolis, Osvaldo Cruz, Pacaembu, Pracinha, Sagres e Salmorão. A ideia é expandir o projeto para outras regiões do Estado.

Em Adamantina, os cães receberão também uma coleira com efeito repelente e inseticida, que ajudará a espantar e a matar o flebotomínio (inseto transmissor da doença). Os 4.000 cães do município servirão de controle para comprovar a eficácia da coleira.

A secretaria investigará ainda os hábitos alimentares dos insetos. A partir de exames do conteúdo estomacal dos transmissores, será possível identificar o sangue de espécies de animais picados.


 Re: SP implantará MICROCHIPS contra LEISHMANIOSEResponder sobre SP implantará MICROCHIPS contra LEISHMANIOSE
Vivi Vieri
20/10/2010
Será isso mais um meio de rastrear cães com leishmaniose para sacrificar?Acho importante notícias assim para sabermos o que está acontecendo, pois isso é muito sério e parece que vão fechando o cerco contra o tutor e os animais, espero que esteja enganada, mas acredito que não.Vivi VieriJales/SP
RodapéRodapé
|   Home   |   Ajude   |   Sou contra    |   Curiosidades   |   Contate-nos   |   Login   |   FÓRUM   |   Perguntas Freqüentes   |